terça-feira, 19 de junho de 2018

Mea Culpa

Estão a ver porque não dou para trás??
Lá fomos fazer os exames e ele nunca mais vinha.
Passado mais de uma hora e meia fui perguntar na secretaria se me podiam dar alguma informação. O solícito funcionário foi saber e veio com a notícia que estava tudo bem, mas que a doutora se tinha atrasado num dos exames que demorou mais que o necessário.

Soube, instintivamente, que era o Parolo.

Passado mais um par de horas, chamaram-me para a beira dele.
Eu pensava que era já para ir embora mas não, a médica queria falar comigo. Ela tentou falar com ele mas ele estava muito aéreo por causa da anestesia.
Encontraram um pólipo enoooorme, que foi removido. A médica ficou um pouco preocupada pelo tamanho do "bicho" numa pessoa tão jovem.
Ficou então combinado que seríamos contactados com os resultados.

Passado uma semana eu estava a receber uma chamada do hospital a pedir para irmos falar com a medica no dia seguinte. Não lhe contei logo porque tinha uma reunião super importante no dia seguinte de manhã e já sabia que iria ficar demasiado ansioso...eu já estava...se bem que confiante.
Na hora de almoço lá lhe disse que tinham ligado e que iríamos ao hospital ao fim do dia.
Ficou stressadíssimo....

Na hora marcada lá estávamos nós. Disseram para tirarmos uma senha porque iria ser como se fosse uma consulta (eu não digo que há negócio nisto?)
Esperamos DUAS HORAS pelo veredicto. 

Felizmente está tudo bem, o pólipo era grande, mas era benigno se bem que tinha células que, eventualmente, poderiam entrar em mutação e originar um cancro (ou poderiam nunca mudar).

Ficamos num alívio que não tem explicação. 

Tudo voltou ao normal e agora vai repetir o exame daqui a um ano.

Agora digam-me, e se isto fosse no SNS? Se ele tivesse ido ao médico e lhe marcasse a cólon e se esta só tivesse marcação para daqui a três anos? Será que o Pólipo estaria na mesma forma? Será que estaria pior? E se se tivesse mutado e transformado em cancro, iria a tempo de ser tratado?

Enfim...é este o país em que vivemos...mas o Ronaldo marca golos e afinal de contas, está a decorrer o Mundial da bola e isso é o que importa....


terça-feira, 22 de maio de 2018

Quando a saúde é um negócio

O Parolo é ligeiramente hipocondríaco. Como sou super apaixonada por ele, digo ligeiramente, porque qualquer outra pessoa vê que o homem é um trenguinho e até fica a suar quando sente algo estranho.
No entanto não pode ir ao médico sozinho senão só diz metade dos sintomas que tem e guarda o resto para partilhar comigo...(como se eu fosse médica...que não sou...pelos menos licenciada, porque já podia ser :p)
Mais, não só sou a sua "médica" particular, como sou a sua assistente, já que parece ter uma impossibilidade de ligar para agendar as próprias consultas. 
Mas como ele até é um "gajo" porreiro, eu assisto-o.

Quando a Delicinha nasceu ele pediu e pediu e pediu para lhe marcar médico, que não andava bem do estômago. Eu, entre amamentações, lá lhe marquei médica.
No dia marcado lá foi ele...SOZINHO, já que eu ainda não estava em condições de grandes saídas.
Quando chegou do médico perguntei como correu a consulta. Resposta épica: "Oh, quando a médica perguntou o que eu tinha, eu disse que já não era nada, mas que só tinha ido porque tu tinhas insistido"....fiquei verde. 
A verdade é que entre o pedido e a consulta passou uma semana, e provavelmente já não se estaria a sentir tão mal, uma vez que o problema dele, como eu digo sempre é "más digestões | Gases | Problema Mental".

Passados uns meses, afinal estava muito mal e precisava de consulta outra vez. Lá lhe voltei a marcar médico, mas desta vez já o acompanhei. Foi pior a emenda que o soneto, já que o médico foi fantástico e rapidamente percebeu que ele não tinha nada e disse: "Sabe, se quiser eu mando-o fazer endoscopia e colonoscopia, mas acho que não vale a pena correr esses riscos. Se o hospital sabe que eu lhe estou a dizer isso, despede-me, porque eles querem é que eu recomende montes de exames, mas em consciência eu não faço isso. E sabe como eu sei que não tem nada? Pela cara relaxada da sua mulher. se ela estivesse inquieta, eu preocupava-me, mas com as suas queixas e a cara dela, vá viver a sua vida e tenha cuidado com o que come"
Adorei o médico. Efectivamente ele não tem nada, tem um sistema digestivo que acusa quando ele se excede, que não faz bem as digestões, que é mais sensível.

As queixas foram aparecendo de vez em quando e, há umas semanas, intensificaram-se. Lá voltei eu às marcações.
Finalmente lá encontrou uma médica que lhe marcou um bateria de exames, com endo e colon incluídas. Ele ficou satisfeito, já eu....

E eu não fiquei satisfeita porquê?

Porque isto foi num hospital privado em que esperamos mais de uma hora pela consulta; porque quando entramos finalmente no consultório a médica nem se levantou para nos cumprimentar; porque pouco nos deixava falar; porque começou logo a escrever quando entramos, fazendo já a prescrição de MOOOOOOOONTES de análises.
Ela não lhe apalpou a barriga, ela não perguntou pelo historial...NADA, começou logo a marcar exames.
Eu não acho isso correto...que médica é esta?? Pelos visto uma médica conceituada e que nem vagas tem para os próximos meses, mas isto é um comportamento ético??? Não devia ter posto o bem estar e interesse do paciente à frente dos objectivos que tem que cumprir com o hospital?
Sim, porque toda a gente que eu via sair, vinha tudo com requisição de exames....

Para mim este tipo de comportamentos é vergonhoso e pouco ético, mas sei que é cada vez mais comum. É como a prescrição de antibióticos. Vamos ao médico com corrimento nasal, tosse, 38º de febre, já não é preciso mais nada:"é favor aviar uma amoxicilina na farmácia"

E vocês perguntam: "porque não lhe dás para trás?", "porque marcas as consultas" e eu respondo..."vai que um dia a queixa é a sério e depois a culpa é minha que desvalorizei as queixas dele..."

No entanto, somos uns sortudos, porque pudemos recorrer a um serviço privado e num mês temos consulta e fazemos os exames. 
Já as pessoas que têm que recorrer ao SNS têm, muitas vezes, listas de espera de 3 anos para a realização de uma endoscopia e chegam ao fim e vêm as suas marcações adiadas devido à greve.

Mais uma vez digo: Que país é este? Que gente é esta?


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Vergonha de País

Mansos, nós somos muito mansos.

Que país é este com problemas políticos tão graves, desde o Sócrates aos deputados que mentem na sua morada para nos roubarem a todos. Que apesar de haver provas e de as notícias serem passadas cá para fora, chega uma altura em que as coisas ficam de molho à espera que o esquecimento chegue e que tudo se apague e a culpa morra solteira e os culpados continuem nos seus esquemas, a gozar o dinheiro ganho indevidamente nas suas boas vidinhas.

Que país é este que tem pessoas que não sabem do paradeiro do seu dinheiro (e não estou a falar de pessoas que fizeram investimentos de risco e perderam, mas de pessoas que foram roubadas), que toda a gente sabe quem roubou, qual foi o esquema e que, mais uma vez, a culpa morre solteira e os culpados vivem nas suas mansões sem qualquer tipo de problema, esperando, uma vez mais, que os anos passem, a poeira assente e que possam gozar os espólio do saque mais abertamente.

Que país é este que temos um Presidente da Assembleia a tecer comentários relativamente a um caso que, sendo extremamente grave, violento, vergonhoso, não afecta a vida dos Portugueses. A exigir explicações, actuações e punições.

E OS COMBUSTÍVEIS???

Que país é este que deixa que as gasolineiras continuem a subir os preços semanalmente? Que não pedem explicações? Que não limitam essas subidas?
Que gente é esta que é incapaz de ver o que está a acontecer?
Que gente é esta que salva bancos em crise fruto de gestões danosas? Que gente é esta que faz das Finanças o cobrador do Fraque das SCUTS? Que se essas não tiverem o lucro programado, não faz mal porque o estado compensa as perdas?
Que gente é esta que comparticipa a manutenção de estruturas a cargo de privados, cujos lucros de utilização revertem apenas para essas entidades privadas?

Que gente é esta....?

Que país é este....?

Ouvi nas notícias que os combustíveis vão voltar a aumentar...outra vez... A gasolina não tarda a chegar aos 2€/l? 

COMO É QUE ISSO É POSSÍVEL???? 

Senhores que governam este país, tenham vergonha e assumam a vossa incompetência. Assumam que não vos interessa proteger o consumidor, e só vos interessa proteger os vossos reais traseiros.
Bonito bonito, era comunicarem com as gasolineiras e dizerem "meus senhores, acabou o tempo das vacas gordas. A partir de agora não há cá aumentos indiscriminados" ou "o imposto nos combustíveis vai diminuir que as pessoas conseguirem viver"

Que rica utopia...

E nós?? Nós somos mansos que resmungamos e barafustamos, mas não fazemos nada a sério...eu incluída....

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Uma organização desorganizada

Sendo que até era de louvar um relaxamento na minha obsessão pela organização e pela arrumação, às vezes deixa-me fora de mim quando as coisas fogem ao meu controle.

Vá, não sou doente ao ponto de deixar de fazer coisas por estar a arrumar coisas, nem de ficar em nervos quando vão pessoas a minha casa, nem quando os miúdos desarrumam tudo. 

Mas antes da Delicinha eu chegava à casa e punha as chaves no criado-mudo, como diz a minha Mãe, e já estava. Agora, como chego sempre a casa carregada como um burro, e mais a Delicinha, e mais as coisas todas, a maior parte da vezes mal saio do carro ponho a chave no bolso das calças..ou casaco...ou na necessaire...

Ontem atrasei-me imenso porque andei louca à procura da chave do carro... procurei por todo o lado, Estive mais de meia hora à procura....em TODOS os casacos, em TODAS as carteiras (inclusive carteiras que não uso há imenso tempo) na casa de banho, na sala, na marquise, nos quartos...

E a criatura estava onde??? 

No sítio onde devia estar, ora pois.....

terça-feira, 17 de abril de 2018

Ainda estou cansada

O meu fim de semana foi muito atribulado.
Desde que saí do escritório na sexta-feira foi um sem fim de eventos e festarola.
Hoje, alguns dias depois, ainda estou exaurida, mas super satisfeita.
Começou na sexta com um jantarinho com a Lisa e o David que se prolongou até às 4h da manhã porque só depois de deitarmos as miúdas é que dá para por a conversa em dia. Até essa altura é, "tá quieta", "não mexas nisso", "fizeste cocó?", "queres fazer xixi?", "queres um queijinho","cuidadooo", "cuidadooo", "cuidadooo", "nãoooo", "nãoooo", "nãoooo"....

No Sábado fomos almoçar a um restaurante fantástico com os amigos de faculdade do Parolo. Comemos maravilhosamente, diverti-mo-nos imenso e como já há muito não nos víamos, foi uma animação.
A seguir ao almoço, e já super atrasados, pusemos pés ao caminho e lá fomos para Vila Real para o primeiro aniversário do Samizinho.
A festa foi super divertida e adorável!

Tive a sensação que éramos uns péssimos pais...já que os outros pais se revezavam a vigiar as criancinhas, mas eu e o Parolo estávamos tranquilamente a socializar. Claro que de vez em quando lá íamos ver se ela não fazia asneiras e se estava bem. A verdade é que ela também pouco veio verificar que nós não tínhamos ido embora e nós ficamos super felizes porque estamos no caminho certo a criar uma criança independente....(esperamos nós).

Viemos embora já passava da meia-noite porque no dia seguinte tínhamos um Cabritinho à nossa espera na casa da minha Mila.

Não falhamos a nenhum evento, diverti-mo-nos em todos, foi um belíssimo fim de semana, mas cansativo. Estamos exaustos, mas satisfeitos!
No entanto, e que tal haver um fim de semana a seguir ao fim de semana?? Era só para recuperar um pouco que a idade já não perdoa... 

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Shhhhhh

Shhh...não façam barulho...tenho uma colega no escritório que, em plena hora de expediente está a passar pelas brasas...vai cabeceando, mexendo o dedinho no scroll do rato, mas está a pesar figos já há uns minutos....Shhh...não incomodem....




terça-feira, 3 de abril de 2018

Dino Park

No Domingo acordamos e, após o pequeno almoço lá fomos nós a caminho da Lourinhã para visitar os dinossauros.
As expectativas estavam altas e não saíram goradas.

Eram 7h da manhã e fui à cozinha aquecer o leite da Delicinha e assustei-me. Pensei "Nossa Senhora, com este tempo não vamos a dinossauros nenhuns, que não vai ser possível sair do carro com tanta chuva e vento", e fui dormir.
Quando acordamos, passado umas horas, a meteorologia estava francamente mais favorável e acendeu a esperança que o Parque ia estar "visitável".

Arrumamos tudo, pusemos as tralhas no carro e lá fomos nós.
O sol espreitava tímido por entre as nuvens e o vento teimava em soprar, mas não estava muito mau.
Quando chegamos ao Dino Parque agasalhamos bem os miúdos e lá fomos nós.
Mal se entra temos a bilheteira, a loja e o café/restaurante, ora o Parolo ainda não tinha tomado o pequeno-almoço e, enquanto os outros punham pulseiras e coroas de dinossauro, fui com o Parolo tomar café. O café era super saboroso e o Donut que o Parolo escolheu era tão, mas tão fresco que até lhe dei duas trincas.

O Dino Parque é enorme e muito giro. As réplicas dos dinossauros estão muito bem feitas, em tamanho real e com uns olhos tão vivos que parece que nos seguem por toda a parte.
Fizemos parte do parque, fomos almoçar e continuamos da parte da tarde porque os miúdos estavam a ficar com fome e super cansados.
O almoço não foi nada caro - 7,50€ por um menu Hamburguer, bebida e batatas fritas; 2,00€ pela Sopa e tinham também Arroz de Pato ou Lasanha de Atum, e Menu Pizza, Menu Chicken wings; fruta, Sushi??? (sim sim, embaladinho)

Após o almoço fui com a Delicinha para o Parquec Infantil (onde tive que pedir a uma senhora com mais de 50 anos se não se importava que a Delicinha andasse num nos divertimentos já que ela estava lá muito refastelada) enquanto os mais velhos foram desvendar fósseis - eles têm umas actividades muito giras para os miúdos e uma delas é darem-lhes um bloco de cimento, um cinzel e um pincel e eles têm que ir destruindo o cimento para descobrirem o fóssil.

Foi muito divertido, muito educativo, o tempo ficou muito bom, estava Sol, o vento deu tréguas e pudemos estar tranquilos a visitar tudo.

Recomendo a visita!!

 Bichos Simpáticos e Sorridentes!


 Mamãs e seus bebés!

 Spread your wings and fly awayyyy!


Cucuuuu!